Psicologia e Cancro



Psicologia e Cancro

Passar por uma doença oncológica, independentemente da sua gravidade, afeta a nossa estabilidade mental e emocional e é natural que precise de ajuda, quer dos seus familiares e amigos, quer de profissionais.

A área da psicologia que se dedica aos doentes oncológicos é a psico-oncologia. A psico-oncologia procura estudar o impacto do cancro no funcionamento mental e emocional no doente e na sua família, bem como o papel dos fatores que influenciam o comportamento na incidência e na sobrevivência do cancro.

Nem sempre foi dada a devida atenção aos aspetos psicológicos relacionados com o cancro. No entanto, foram vários os fatores que ao longo dos tempos mudaram esta questão:

  • Cada vez menos se encara o cancro como uma sentença de morte
  • O desenvolvimento dos cuidados paliativos, bem como o acompanhamento psicológico nos períodos de hospitalização
  • O diagnóstico passou a ser, cada vez mais, conversado com o doente, aumentando o seu envolvimento no processo de cura
  • Reconhecimento da grande influência do estado mental do doente nos processos de cura e prevenção de recidivas

Estes profissionais têm experiência nestas situações e saberão orientá-lo (a) na caminhada que será esta nova fase. 

Este texto foi revisto e atualizado em outubro de 2014‏‏.
Em caso de dúvida o seu médico e a restante equipa de saúde são uma fonte privilegiada para obter informações mais pormenorizadas e adaptadas à sua situação.
A informação disponibilizada pelo ONCO+ pretende ser abrangente, percetível, independente, correta e atualizada e não substitui a informação dos serviços oficiais de saúde.
Para sugestões, dúvidas, ou esclarecimentos adicionais contacte-nos em www.oncomais.pt ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Ajude-nos a melhorar o seu ONCO+