Tipos de Cancro



Tipos de Cancro


Os tumores podem ser:

  • Benignos quando o crescimento, ainda que anormal, é feito de uma forma mais lenta, as células têm contornos regulares e os tumores são, regra geral, bastante localizados
  • Malignos – o crescimento é caótico, acelerado e totalmente aleatório, os contornos das células são bastantes irregulares e são tumores que invadem de forma agressiva os tecidos e órgãos que estão próximos.  Os tumores malignos são bastante propícios ao desenvolvimento de metástases. As metástases são expansões do cancro em locais do corpo diferentes do local de origem

 Conforme a sua localização no corpo e consoante se tratem de tumores malignos ou benignos, são atribuídos nomes aos cancros:

Tipo de tecido

Tumor benigno

Tumor maligno

Epitelial

 

 

Superficial

Papiloma

Carcinoma de células escamosas

Glandular

Adenoma

Adenocarcinoma

Endotelial

 

 

Vasos sanguíneos

Hemangioma

Hemangiossarcoma

Vasos linfáticos

Linfangioma

Linfangiossarcoma

Conectivo

 

 

Fibroso

Fibroma

Fibrosarcoma

Adiposo

Lipoma

Lipossarcoma

Cartilagem

Condroma

Condrossarcoma

Osso

Osteoma

Osteossarcoma

Muscular

 

 

Músculo liso

Leiomioma

Leiomiossarcoma

Músculo estriado

Rabdomioma

Rabdomiossarcoma

Nervoso

 

 

Células da glia

Glioma

Glioblastoma, astrocitoma, meduloblastoma, oligodendroglioma

Meninges

Meningioma

Sarcoma meningeal

Sanguíneo

 

 

Granulócitos

 

Leucemia mielóide

Eritrócitos

 

Policitemia vera

Células do plasma

 

Mieloma múltiplo

Linfócitos

 

Leucemia linfóide ou linfoma

  • Primários – quando se mantém na sua localização inicial sem disseminar para outros locais
  • Secundários – quando se tratam de metástases de um tumor primário localizado noutra parte do corpo
Mas como se formam as metástases?

Um tumor inicia o seu crescimento pelos processos acima mencionados. Por se tratar de um corpo celular em crescimento, o grupo de células tumorais é extremamente irrigado por vasos sanguíneos indispensável para o fornecimento de energia.

O que pode acontecer é que fragmentos desse tumor podem entrar na circulação sanguínea e alojar-se em órgãos e tecidos nos quais se desenvolvem como tumores secundários.

Pela configuração da circulação há sítios mais propícios à formação de metástases, como todo o sistema linfático, ou órgãos bastante irrigados, como o fígado ou os pulmões.

 

 

Ref. 10
Este texto foi revisto e atualizado em outubro de 2014‏‏.
Em caso de dúvida o seu médico e a restante equipa de saúde são uma fonte privilegiada para obter informações mais pormenorizadas e adaptadas à sua situação.
A informação disponibilizada pelo ONCO+ pretende ser abrangente, percetível, independente, correta e atualizada e não substitui a informação dos serviços oficiais de saúde.
Para sugestões, dúvidas, ou esclarecimentos adicionais contacte-nos em www.oncomais.pt ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Ajude-nos a melhorar o seu ONCO+