Cavidade oral



Cancro da Cavidade Oral

Este tipo de cancro afeta aproximadamente 5 em cada 100.000 pessoas por ano, a nível europeu. É um tumor com grande impacto na qualidade de vida, uma vez que, além das alterações estéticas que pode causar, geralmente, interfere com funções básicas como a mastigação, a fala e o paladar.

No momento do diagnóstico é importante fazer o estadiamento do cancro, isto é, determinar em que fase de evolução este se encontra. Esta classificação é muito importante para orientar o tratamento.

T Localização e tamanho do tumor
TX O tumor não pode ser avaliado
T0 Não há evidência de tumor
T1  O tumor tem menos de 2 cm, na sua maior dimensão
T2  O tumor tem mais de 2 cm mas menos de 4 cm, na sua maior dimensão
T3  Tumor superior a 4 cm
T4  Tumor invade estruturas próximas
Comprometimento de gânglios linfáticos
NX Os gânglios linfáticos não podem ser avaliados
N0  Sem envolvimento de gânglios linfáticos
N1  Envolvimento de gânglios linfáticos (no máximo 3 cm)
N2  Envolvimento de um gânglio linfático, com tamanho superior a 3 cm ou de vários gânglios linfáticos, com tamanho inferior a 6 cm
N3 Envolvimento de gânglios linfáticos, com tamanho superior a 6 cm
M Presença de metástases
MX As metástases não podem ser avaliadas
M0 Sem metástases
M1 Presença de metástases

ref. (51)

Este texto foi revisto e atualizado em outubro de 2014‏‏
Em caso de dúvida o seu médico e a restante equipa de saúde são uma fonte privilegiada para obter informações mais pormenorizadas e adaptadas à sua situação.
A informação disponibilizada pelo ONCO+ pretende ser abrangente, percetível, independente, correta e atualizada e não substitui a informação dos serviços oficiais de saúde.
Para sugestões, dúvidas, ou esclarecimentos adicionais contacte-nos em www.oncomais.pt ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Ajude-nos a melhorar o seu ONCO+