Faringe



Cancro da Faringe

A faringe faz parte do sistema respiratório e do sistema digestivo, por ela passa ar proveniente do nariz (cavidade nasal), alimentos e líquidos provenientes da boca.

A faringe pode ser dividida em três regiões: a nasofaringe, a orofaringe e a laringofaringe (ou hipofaringe).

A nasofaringe é a parte superior da faringe, dela fazem parte estruturas como a úvula, que é uma extensão de tecido que impede que os alimentos mastigados contactem com as fossas nasais, e a amígdala faríngea ou adenóide, que tem um papel de defesa do organismo.

A orofaringe, que é a parte intermédia da faringe, serve para a passagem dos alimentos e do ar. Nesta região da faringe estão localizados dois grupos de amígdalas, as palatinas e a lingual.

A laringofaringe é a parte mais inferior da faringe e fica por trás da laringe.

Dentro dos cancros da faringe, a orofaringe é a zona mais afetada. 

A incidência do cancro da faringe é de 3 pessoas em cada 100.000 por ano, na Europa, representa cerca de 12% dos cancros da cabeça e pescoço e apresenta maior prevalência no sexo masculino. A taxa de sobrevivência a 5 anos ronda os 50%. No entanto, registam-se cerca de 20000 mortes por ano.

 

No momento do diagnóstico é importante fazer o estadiamento do cancro, isto é, determinar em que fase é que este se encontra. Isto é muito importante para orientar o tratamento.

T

Tumor primário

TX

Tumor primário não pode ser avaliado

Tis

Tumor localizado

T

Orofaringe

T1

Tumor até 2 cm, na sua maior dimensão

T2

Tumor maior do que 2 cm mas menor do que 4 cm, na sua maior dimensão

T3

Tumor maior do que 4 cm, na sua maior dimensão

T4

Tumor invade estruturas próximas

T

Nasofaringe

T1

Tumor localiza-se apenas na nasofaringe

T2

Tumor abrange a orofaringe e/ou fossas nasais

T3

Tumor invade estruturas ósseas e/ou seios perinasais

T4

O tumor estende-se à parte intracraniana (dentro do crânio) onde pode afetar várias estruturas como os nervos, por exemplo. 

T

Hipofaringe

T1

Tumor tem, no máximo, 2 cm localizado apenas num local da hipofaringe

T2

Tumor até 4 cm que invade mais do que um local da hipofaringe

T3

Tumor com tamanho superior a 4 cm

T4

Invade estruturas próximas da hipofaringe

N

Envolvimento de gânglios linfáticos

NX

Gânglios linfáticos não podem ser avaliados

N0

Sem envolvimento de gânglios linfáticos regionais

N1

Envolvimento de gânglios linfáticos regionais

M

Metástases

MX

A presença de metástases não pode ser avaliada

M0

Sem metástases a nível distal

M1

Presença de metástases a nível distal

ref. (50)

Este texto foi revisto e atualizado em outubro de 2014‏‏
Em caso de dúvida o seu médico e a restante equipa de saúde são uma fonte privilegiada para obter informações mais pormenorizadas e adaptadas à sua situação.
A informação disponibilizada pelo ONCO+ pretende ser abrangente, percetível, independente, correta e atualizada e não substitui a informação dos serviços oficiais de saúde.
Para sugestões, dúvidas, ou esclarecimentos adicionais contacte-nos em www.oncomais.pt ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Ajude-nos a melhorar o seu ONCO+