As células da glia



As células da glia

As células da glia são muito mais numerosas do que os neurónios e representam mais de metade do peso do cérebro. Além da sua função de suporte, têm ainda outras funções como: participação na formação da barreira hematoencefálica (esta barreira filtra a passagem de substâncias entre o sangue e os neurónios e protege-os das substâncias tóxicas que circulam no sangue), eliminam substâncias estranhas (fagocitose), produzem o líquido cefalorraquidiano (líquido que permite a chegada de alguns nutrientes para o cérebro), e formam uma substância chamada mielina, que reveste algumas partes dos neurónios, nomeadamente o axónio.

 

As diferentes células da glia

 

Astrócitos

 

Células ependimárias

 

Micróglia

Oligodendrócitos 

ref. (62)

Este texto foi revisto e atualizado em outubro de 2014‏‏.
Em caso de dúvida o seu médico e a restante equipa de saúde são uma fonte privilegiada para obter informações mais pormenorizadas e adaptadas à sua situação.
A informação disponibilizada pelo ONCO+ pretende ser abrangente, percetível, independente, correta e atualizada e não substitui a informação dos serviços oficiais de saúde.
Para sugestões, dúvidas, ou esclarecimentos adicionais contacte-nos em www.oncomais.pt ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Ajude-nos a melhorar o seu ONCO+