O Mieloma Múltiplo



O Mieloma Múltiplo

O mieloma, ou mieloma múltiplo, é uma doença maligna que tem origem nos plasmócitos que se encontram localizados na medula óssea, local de produção dos constituintes do sangue. Este tipo de doença representa cerca de 1% de todos os cancros e cerca de 10% de todas as malignidades hematológicas (doenças malignas relacionadas com o sangue).

A incidência de mieloma na Europa é de 4,5 a 6 casos em cada 100.000 (cem mil) pessoas, por ano. A idade média do diagnóstico situa-se entre os 65 e os 70 anos.

Incidência do mieloma na EuropaQuando os plasmócitos crescem de uma forma descontrolada, começa a formar-se um tumor. Se existe apenas um tumor, localizado, geralmente, num osso, designa-se por plasmocitoma isolado. Por outro lado, quando existem vários tumores, com diferentes localizações, designa-se mieloma múltiplo.

O mieloma

Estas células anormais multiplicam-se e dão origem a novas células que não são funcionais, isto é, que não executam as suas funções no combate às infeções. Uma vez que estas novas células são geneticamente iguais, elas designam-se monoclonais.

Estes plasmócitos vão produzir imunoglobulinas, constituídas por cadeias leves e/ou pesadas, em quantidades anormais, não necessárias no organismo. Estas novas cadeias podem ser detetadas no sangue e são parcialmente eliminadas através da urina, levando a lesões renais.

 ref. (A80)

Este texto foi revisto e atualizado em setembro de 2015‏‏.
Em caso de dúvida o seu médico e a restante equipa de saúde são uma fonte privilegiada para obter informações mais pormenorizadas e adaptadas à sua situação.
A informação disponibilizada pelo ONCO+ pretende ser abrangente, percetível, independente, correta e atualizada e não substitui a informação dos serviços oficiais de saúde.
Para sugestões, dúvidas, ou esclarecimentos adicionais contacte-nos em www.oncomais.pt ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Ajude-nos a melhorar o seu ONCO+