Vesícula e vias biliares



Cancro da vesícula e vias biliares

As vias biliares são um conjunto de canais que transportam a bílis do fígado (onde é produzida) e da vesícula biliar (onde é armazenada) para o intestino delgado.

Podemos classificar as vias biliares em dois tipos:

  • Vias biliares intra hepáticas – localizam-se no interior do fígado e são relativamente curtas
  • Vias biliares extra hepáticas – localizam-se fora do fígado, passam pelo trajeto do pâncreas e ligam ao intestino delgado, no duodeno, através de um orifício

Vias intra hepáticas e vias extra hepáticas

Este tipo de cancro é relativamente raro, na União Europeia o cancro das vias biliares afeta 3,2 mulheres e 5,4 homens por cada 100.000 pessoas.

Incidência do cancro das vias biliares na União Europeia

 A taxa de mortalidade ronda as 1,4 mulheres e 1,9 homens por cada 100.000 pessoas.

Taxa de mortalidade União Europeia

Como todos os cancros, também o cancro das vias biliares é classificado segundo um estádio e esta classificação vai permitir orientar o tratamento.

Classificação para o cancro da vesícula biliar:

Estádio

T – Localização do tumor

N – envolvimento dos gânglios linfáticos

M - Metástases

Tis – Cancro muito localizado

N0 – Sem envolvimento dos gânglios linfáticos mais próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

I

T1 – Tumor invade duas camadas (lâmina própria ou camada muscular)

N0 – Sem envolvimento dos gânglios linfáticos mais próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

II

T2 – Tumor invade tecido conjuntivo mas não passa para o órgão (fígado)

N0 – Sem envolvimento dos gânglios linfáticos mais próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

IIIA

T3 – O tumor perfura o peritoneu e/ou invade órgãos próximos (fígado, estômago, colón, pâncreas, vias biliares extra hepáticas)

N0 – Sem envolvimento dos gânglios linfáticos mais próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

IIIB

Pode oscilar entre T1 e T3

N1 – Metástases para gânglios linfáticos próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

IVA

T4 – O tumor invade veias e artérias hepáticas e envolve duas ou mais estruturas ou órgãos próximos

N2 – Metástases para gânglios linfáticos próximos e artérias celíacas

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

IVB

Qualquer um dos estádios anteriores

Qualquer um dos estádios anteriores

1 – Metástases em órgãos mais distantes

 

Classificação para o cancro das vias biliares:

Estádio

T – Localização do tumor

N – Envolvimento dos gânglios linfáticos

M - Metástases

Tis – tumor muito localizado (dentro do ducto)

N0 – Sem envolvimento dos gânglios linfáticos mais próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

I

T1 – Tumor solitário sem vasos sanguíneos

N0 – Sem envolvimento dos gânglios linfáticos mais próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

II

T2 – Tumor solitário sem vasos sanguíneos ou múltiplos tumores com ou sem vasos sanguíneos

N0 – Sem envolvimento dos gânglios linfáticos mais próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

III

T3 – Tumor perfura o peritoneu e envolve estruturas do fígado

N0 – Sem envolvimento dos gânglios linfáticos mais próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

IVA

T4 – Tumor mais extenso

N0 – Sem envolvimento dos gânglios linfáticos mais próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

 

Qualquer um dos estádios anteriores

N1 - Metástases para gânglios linfáticos próximos

M0 – Sem metástases para órgãos mais distantes

IVB

Qualquer um dos estádios anteriores

Qualquer um dos estádios anteriores

1 – Metástases em órgãos mais distantes


ref. (56)

Este texto foi revisto e atualizado em outubro de 2014‏‏
Em caso de dúvida o seu médico e a restante equipa de saúde são uma fonte privilegiada para obter informações mais pormenorizadas e adaptadas à sua situação.
A informação disponibilizada pelo ONCO+ pretende ser abrangente, percetível, independente, correta e atualizada e não substitui a informação dos serviços oficiais de saúde.
Para sugestões, dúvidas, ou esclarecimentos adicionais contacte-nos em 
www.oncomais.pt ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Ajude-nos a melhorar o seu ONCO+