Comunicação



Que terapêuticas complementares existem?

Vários doentes com cancro recorrem a terapêuticas complementares, para além do tratamento recomendado pela sua equipa assistencial.

As terapêuticas complementares, conforme o nome indica, complementam os tratamentos convencionais. Por vezes contribuem, não para curar a doença, mas para ajudar a controlar os sintomas e melhorar o bem-estar do doente. Exemplos incluem a massagem terapêutica, ioga, meditação, chás de ervas e acupuntura.

Se estiver a utilizar ou a considerar uma terapêutica complementar discuta o assunto com o seu médico.

Que terapêuticas complementares existem?

Este texto foi revisto e atualizado em fevereiro de 2014‏‏.
Em caso de dúvida o seu médico e a restante equipa de saúde são uma fonte privilegiada para obter informações mais pormenorizadas e adaptadas à sua situação.
A informação disponibilizada pelo ONCO+ pretende ser abrangente, percetível, independente, correta e atualizada e não substitui a informação dos serviços oficiais de saúde.
Para sugestões, dúvidas, ou esclarecimentos adicionais contacte-nos em www.oncomais.pt ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Ajude-nos a melhorar o seu ONCO+

Última alteração em terça, 27 outubro 2015 16:52