Comunicação



Que tipos de efeitos secundários podem surgir?

Os efeitos secundários associados ao tratamento relacionam-se em grande medida com a localização da doença e as diferentes armas terapêuticas utilizadas. É expectável que após o ato cirúrgico e, dependendo do tipo de cirurgia, possam surgir dor, limitação da mobilidade ou até alteração da auto-imagem do(a) doente (mastectomia, colostomia, etc.).

A radioterapia associa-se frequentemente a rubor e calor da zona irradiada. Os efeitos da quimioterapia são mais generalizados e podem incluir alterações analíticas, risco de desenvolvimento de infeções, náuseas, vómitos, alopécia (queda de cabelo), etc. É importante referir que para diferentes tipos de cancro, os tratamentos são também necessariamente diferentes e as toxicidades associadas também.

Que tipos de efeitos secundários podem surgir?

Este texto foi revisto e atualizado em fevereiro de 2014‏‏.
Em caso de dúvida o seu médico e a restante equipa de saúde são uma fonte privilegiada para obter informações mais pormenorizadas e adaptadas à sua situação.
A informação disponibilizada pelo ONCO+ pretende ser abrangente, percetível, independente, correta e atualizada e não substitui a informação dos serviços oficiais de saúde.
Para sugestões, dúvidas, ou esclarecimentos adicionais contacte-nos em www.oncomais.pt ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Ajude-nos a melhorar o seu ONCO+

Última alteração em quarta, 08 abril 2015 14:57